quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Inverno? Verão? Hã?

O que está acontecendo com Salvador? Na época da quarta série do ensino fundamental diziam que Salvador só tinha duas estações: verão e inverno. Algum tempo depois, por experiência própria, pensei ter descoberto que em Salvador só existe uma estação: o verão. Hoje já não tenho tanta certeza de quantas estações existe. Mas o pior não é isso, o pior é não saber quando elas começam ou terminam. No colégio aprende-se que são cerca de três meses para cada (na teoria). Na prática, aqui em Salvador, são cerca de seis horas para cada uma.

De manhã cedo geralmente é inverno, bem chuvoso. A primeira preocupação é conseguir sair da cama. Chuva dá sono. Em seguida vem as preocupações mais sérias: ônibus lotado,janelas fechadas, desodorantes vencidos, engarrafamento quilométrico e os barrancos de Salvador deslizando. Esses últimos por sinal são bem interessantes, todo ano chove e todo ano "derretem". Em 460 anos de história não é possível que ainda exista tanto morro em Salvador. Destruí-los deve ser o objetivo de São Pedro. Depois dessa reflexão sobre o caos que a cidade ficará vem a parte das roupas. Tempo frio é mais aconselhável que se ande com mais roupa, mais agasalhos, enfim muito mais vestido.

No meio da manhã, lá pelas nove horas, o tempo muda completamente. As nuvens cinza dão lugar a um céu azul e um sol forte. Nessa hora o ódio já está presente em nossos corações. Casacos pesados já não tem mais utilidades, e o pior, atrapalham. Um calor insuportável, um verdadeiro verão. Daqueles que fazem os professores levarem Filtro Solar do Pedro Bial para os alunos da quinta série. A praia chama, mas com calça, agasalho e tênis não dá mesmo. Esse "verão" dura mais ou menos até as 17 horas. Às vezes acontece um "inverno" intercalado nesse meio tempo, mas é mais difícil.

No final do dia o inverno volta com força total. Ventos fortes e frios, céu cheio de nuvens cinza e muita chuva. Engraçado que sempre chove na hora de sair de casa e voltar para casa. Parece-me algum complô divino contra as pessoas que usam o transporte coletivo.

Fica aí a dica para Deus, São Pedro ou qualquer outra diretoria que cuide do clima de Salvador. Vamos manter a coerência aí né pessoal. Não é muito legal sair todo vestido num calorão nem sair com pouca roupa num frio de matar. Ah, nem venham colocar a culpa no aquecimento global, essa ideia de colocar a culpa nos outros é coisa dos homens. Se continuar assim vai haver um surto de choque térmico.


Um comentário:

Naiara LuaNova disse...

É mesmo, rei, há mais de seculos q cohve em Salvador e ainda tem barranco para desmoronar. huhauahauhaua
Isso eh triste!